segunda-feira, 29 de agosto de 2011

União é mais duradoura entre elefantes com menos amigos

Um estudo recente com elefantes asiáticos mostra que a estrutura social é complexa e o comportamento dos animais varia bastante. Como parte da sua tese de doutorado na Universidade da Pensilvânia, Shermin de Silva e colegas acompanharam aproximadamente 300 fêmeas de elefantes que vivem no Parque Nacional Uda Walawe, no Sri Lanka, por cerca de dois anos.

Na comunidade de elefantes estudada, um grupo de cinco elefantes aparentou estar sempre junto, mas cerca de 16% dos elefantes mudaram completamente seus cinco companheiros principais durante o período de duração do estudo.

"Se pensarmos sobre isto, a quantidade de tempo para ser dedicada aos companheiros diminui conforme o número de amigos que ele tem", explica Silva. "Quanto menor o número de amigos, mais forte é a união com esses poucos", completa.

Embora cada grupo possa ter até 16 membros, a maioria dos elefantes se agrupou em três. Além disso, alguns mantiveram os mesmos companheiros por muito tempo e outros mudaram totalmente de parceiros. "Há muitas variações individuais", afirmou o pesquisador. "Cada elefante é livre para escolher seus próprios companheiros", conta.

O motivo dos elefantes preferirem mudar de círculo social não está claro, diz ela, cujo estudo está na edição deste mês da revista "BMC Ecology".
Isso saiu aqui do site da Folha.com

JK: Acho que o facebook não é para elefantes.

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Rápido, rápido, rápido!!!

Vídeo De Quinta! rapidíssimo hoje mostra um treinamento de bombeiro mega rápido. Confere aí. Rápido!

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Estudo mostra que unha apareceu nos primatas há 55 milhões de anos

Ao contrário do que indicam estudos anteriores, as unhas dos dedos começaram a aparecer em primatas pequenos há 55 milhões de anos, segundo uma pesquisa elaborada por cientistas da Universidade da Flórida e publicado na edição digital do American Journal of Physical Anthropology.
A universidade, em colaboração com outros centros de pesquisa, analisou os fósseis mais antigos que se tem da existência das unhas. Suas ideias se opõem às teorias de que essa estrutura orgânica anexa à pele começou a se desenvolver quando os primatas foram ganhando tamanho ao longo da evolução.
O material analisado consiste em restos de 25 novos exemplares da espécie Teilhardina brandti encontrados nos últimos sete anos, na Bacia de Bighorn (no estado americano de Wyoming), incluindo partes de sua arcada dentária superior e dos ossos dos tornozelos, que indicam vivência nas árvores.
Leia tudo aqui no Estadão

JK: Então a profissão mais antiga do mundo não seria a de prostituta, mas a de manicure.

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Bizarro cult com Lady Gaga

Vídeo De Quinta! hoje com um bizarro cult. Bem, Lady Gaga não precisaria de esforço para aparecer aqui no UniB. Assim, então? Bad Romance tocado por uma orquestra. Zuuuper cult!

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

No Brasil esta chovendo mulher

Mc Judson foi apresentado aqui no UniB com o Rap da Água. Agora olha só onde essa figura foi cantar outro de seus suuuucessos: No programa Ídolos. Vídeo De Quinta! fazendo chover!

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Shake, shake, shake!




A fotógrafa americana Carli Davidson conseguiu fazer uma série de imagens inusitadas que mostram cachorros no momento em que eles se sacodem para se secar. O resultado, alcançado graças ao uso da mais moderna tecnologia, captura as caras deformadas e contorcidas dos animais se sacudindo. Vi tudo aqui no site do Estadão. (tem mais fotos)

Para conhecer mais sobre o trabalho da fotógrafa, acesse ou sua página no Facebook ou o endereço http://www.carlidavidson.com/.    


JK: UmaFoca correu de medo. Eu só tomei um susto. Nunca vi a Capitu parar numa pose dessas e fico imaginando o que os cachorros clicados devem ter pensado ao ver as fotos:

- Mmmm, esse não é meu melhor ângulo.

- Puxa, eu não sabia que minha orelha esticava tanto!

- Definitivamente minhas bochechas não são nada fotogênicas...

sábado, 6 de agosto de 2011

Que nojinho!

Destaque da semana para o comercial da Nissan, Pôneis malditos. Como viral achei ruim, mas o jingle é ótimo e gruda na cabeça! E ainda lembra os pôneis e o carrossel da barbie, com alusão ao Ken boiolinha. 

Pônei maldito, pônei maldito, vem, vem com a gente atolar!
Odeio barro, odeio lama, que nojinho!
Não vou sair do lugar!
Te quiero!

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

A água merece isso?

Vídeo De Quinta! com a estréia de MC Judson e seu Rap da Água. É pouca coisa que eu olho e falo: Estranho. O clipe oficial deste cara, ou melhor, este cara merece a palavra.

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Estudo diz que dietas fazem células do cérebro se canibalizarem

Um estudo publicado na revista científica Cell Metabolism pode ajudar a explicar por que é tão difícil seguir uma dieta de emagrecimento. Segundo a pesquisa, quando se passa fome, os neurônios responsáveis por regular o apetite passam a comer partes deles mesmos.

Os cientistas acreditam que isso aconteceria porque após um período de jejum e o uso emergencial de reservas de gordura, o corpo receberia um sinal de que há uma falta de comida e faria com que as células se alimentassem delas mesmas.

Os experimentos realizados com camundongos em laboratório revelaram que o ato de "autocanibalismo" destas células gera a liberação de ácidos graxos, que por sua vez resulta em níveis mais altos de uma substância química no cérebro (a proteína agouti, AgRP) que estimula o apetite.

Um dos responsáveis pelo estudo, o pesquisador Rajat Singh, do Albert Einstein College of Medicine, em Nova York, acredita que remédios que interfiram neste processo de autofagia das células do cérebro poderiam ajudar a tratar a obesidade, fazendo com que as pessoas sintam "menos fome e queimem mais gordura".

Segundo ele, quando a autofagia foi bloqueada nos neurônios dos camundongos, os níveis de AgRP não se elevaram em resposta à fome e os níveis de outro hormônio, o hormônio estimulante dos melanócitos, permaneceram altos. Esta alteração na química do corpo levou os camundongos a ficarem mais magros, já que eles comiam menos após um período de jejum e gastavam mais energia.

Por outro lado, Singh explicou que níveis cronicamente altos de ácidos graxos na corrente sanguínea, como acontece em pessoas com dietas ricas em gordura, podem alterar o metabolismo dos lipídios, "criando um circulo vicioso de superalimentação e equilíbrio de energia alterado."

O estudo também pode ajudar a explicar por que o apetite tende a diminuir com a idade, já que as células de um corpo mais idoso não conseguiriam realizar a autofagia tão bem.
Li tudo aqui no Estadão


JK: Ahhh, agora tá explicado porque aquelas modelos magérrimas são tããão... tããao... ah, você sabe.

JK2: Bem, aí você aí, gordinho com moderação ou obeso por aceitação lê isso e diz: #tamusfolhados!