quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Técnica do mü

Hoje vamos dar uma dica importantíssima para aquelas pessoas que querem cantar direito. Esqueçam seus professores de canto renomados, aulas a centenas de reais a hora. O que vai te fazer cantar bem e ampliar sua voz por 10 oitavas é a técnica do Mü. É só fazer como o professor no vídeo abaixo.

sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Pagode japonês

Sai um pagode japa ma-la-vi-lo-so do Grupo Y-no com o clipe Querido meu amor.

terça-feira, 17 de setembro de 2013

10 anos bizarros

Universo Bizarro, este blog aloprado e sem regularidade, comemora 10 anuzinhos de existência blogônica. Jamais tivemos a pretensão de durar tanto tempo. Confesso que nunca tivemos pretensão nenhuma, além de rir, mesmo sem nenhum motivo aparente.

Este é um blog que nasceu no boom da blogosfera brasileira, em tempos arcaicos onde a regra era aprender a lidar com códigos HTML para colocar bobagenzinhas no blog e rezar para que suas tabelas fossem obedientes. Lembro das madrugadas gastas para inserir um novo layout que sempre dava algum problema. Lembro de resistir aos emoticons pulantes que abundavam nos geocities.

Bons tempos que, graças aos bons deuses da tecnologia, evoluíram para interfaces verdadeiramente amigáveis. Bem, mas nem só de nostalgia é feito este post. Nossa veia filosófica nos obriga a pensar em coisas bregas tipo, o que mudamos em 10 anos? Ok, 10 anos mais experientes e tanta coisa aconteceu que é difícil selecionar a nata brega do bizarro! Mas vamos lá. À missão!

Em 17 de setembro de 2003...
- Tempos áureos dos blogs. Tínhamos encontros tolinhos como flash blogs, um festival de comentários reunidos em um só blog e blogs sociais como o Jornal do Blogueiro, atualizado pelos melhores blogueiros. Tinha muito blog besta cheio de frescuras e ares de "Meu querido diário", o que trazia uma carga de preconceito para os blogs em geral, que eram chamados pelos escarnecedores de "diários virtuais". Na página inicial do Blogger.com.br, tinha uma lista dos blogs da semana. Ter seu blog indicado representava a glória! O número de acessos e comentários estourava!

- Essa era a época em que as relações sociais online eram cultivadas por meio de chats na internet. Foi conversando assim que aprendi a digitar rápido. 

- Nessa época o MSN Messenger bombava e desbancava rapidamente o ICQ e os chats. 

- Não existia Orkut, nem Facebook. O Orkut surgiu em janeiro de 2004, Face foi criado em fevereiro de 2004 e aberto a todo o público em 2006.

- UmaFoca nem havia nascido. Ela nasceu em 2007, com o nome Foca Óca, mas só foi incorporada ao blog como mascote em 2008, quando viemos do blogger.com.br para o blogspot.com em busca de mares mais navegáveis e interfaces mais amigáveis. Até então eu não conseguia inserir imagens no blogger.com.br sem dar pau e trabalho prá madrugada inteira. Em 2009 ela foi rebatizada de UmaFoca e ganhou um blog só dela que hoje está fora do ar.

- Eu morava com a família em Botucatu, SP, sonhava em fazer faculdade de jornalismo em qualquer boa universidade pública.

- Eu comia carne, pois me lembro de passar mal com uma pizza de presunto. Só virei vegetariana no ano seguinte. 

- Tinha o cabelo comprido e tão revolto que parecia o da menina do filme Valente, só que preto.

- Me metia em confusões como aprendiz de ativista defendendo a causa dos direitos animais. Isso aparecia em outro blog, mas o Universo Bizarro sofreu um pouco dessas inconsequências.

- Descobri, na prática, que não levava jeito para o comércio e, felizmente, me livrei da odiosa máxima capitalista: O cliente sempre tem razão.

- A internet era discada. Então era um blog noturno como o Batman.

- Alugava filmes para ver, o cinema era caro e não existia torrent ou YouTube.

- Não gostava de usar o celular, porque ele só funcionava para ligar para as pessoas. Chaaato.

- Quando comecei esse blog com notícias bizarras não havia um único parceiro que pudesse me fornecer informações bizarras. Elas eram garimpadas nos jornais virtuais do Brasil e do mundo nas mais variadas editorias.


Hoje...
 - Blogueiro hoje é profissão. Todas as mídias sérias e não-sérias e até empresas tem seus blogs. Mas, não tem mais o corporativismo de antigamente.

- Orkut e MSN, já era. Hoje até minha mãe tem facebook. Na verdade, ela usa mais que eu. O twitter surgiu chamando-se de microblog, o que ameaçou os egos mais conservadores da blogosfera. Fogo de palha.

- Moro na Ilha da Magia, Florianópolis, desde que entrei prá UFSC. Terminado o mestrado, meu plano é ter um plano. Já morei em tanta casa que nem me lembro mais, mas hoje moro numa Ilha Azul.

- Meu cabelo continua igual, só que hoje sou uma lady e meus cabelos são perfeitamente domados com os truques da boa cosmética e do bom senso.

- Eu e UmaFoca evoluímos no quesito moda. Hoje, UmaFoca tem uma coleção de laços de pescoço. Eu tenho uma coleção de livros separados por cor e tamanho.

- Hoje contribuo com a causa animal periodicamente, com mais cautela e prudência, afinal, a experiência tem de servir para alguma coisa.

- Trabalho com coisas que gosto: sou jornalista freelancer, cientista e cantora lírica. Sim, estou contando só os trabalhos que me trazem renda. Esse blog nunca rendeu um centavo. 

 - Só quem viveu a era da internet discada sabe o valor que tem o wifi. Mas, continuo morcegando de madrugada igual o Batman.

- Graças ao torrent sou fã de séries legais como The Big Bang Theory, Dr. House, True Blood, Two and a Half Man, Smash, e até uns antiguinhos como Friends, e não preciso mais assistir TV nem alugar filmes na locadora.

- Tenho um celular que é smart, com internet dentro! Posso atualizar o blog dele mesmo e ainda tirar fotos, ouvir música e mil coisas a applicar. Faz ligações também, mas isso é de menos. 

- Hoje existem vários blogs e sites especializados em notícias bizarras, humor e fakes. O mundo está mais bizarro e, se não está mais feliz, pelo menos está mais engraçado!


quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Banda de Iphones

O que fazer com seu Iphone num metrô? Bem, os carinhas abaixo aproveitaram bem a viagem tocando uma música durante o trajeto. Com vocês, Vídeo de Quinta com "Take Me Out" por Atomic Tom.

https://www.youtube.com/watch?v=NAllFWSl998
(se está aparecendo só um link é por que o YouTube me sacaneou, prá variar)

segunda-feira, 19 de agosto de 2013

A forma correta de lançar torpedos

Temos um assunto importante a tratar. A forma de fazer o número dois não é como deveria ser. É o que defende o projeto Squatty Potty, que partiu em busca de um cólon saudável para uma vida feliz e concluiu que lançar torpedos sentados no trono da forma tradicional, com um ângulo de 90 graus entre o tórax e as pernas pode ser a causa de constipação, hemorróidas, problemas urinários, doenças do cólon e desordens do assoalho pélvico.



Tudo isso pode ser verdade, ou pode ser apenas um estudo financiado para dar suporte ao lançamento de mais um produto revolucionário! (no estilo Polishop de televendas) Trata-se justamente de um suporte de lançamento! (juro que a ironia não foi a intenção original)


É uma espécie de banquinho que eleva as pernas dobradas em 35 graus para que a base de lançamento esteja mais preparada para o ataque.



Então, vejam o vídeo educativo abaixo e concluam se seus problemas acabaram, se esse produto vai dar merda ou se cagar não é mais um momento filosófico íntimo do ser humano consigo mesmo.


klkl

sábado, 17 de agosto de 2013

Aparelhos celulares fazem chantagem emocional

Acontece uma coisa estranha com a relação que tenho com meus aparelhos celulares. Toda vez que eu cogito em trocar o aparelho e olho uns modelos por aí, batata! 

O celular simplesmente se mata. E não adiantou eu afagar e dizer que não era nada sério, que não estava afim de outro, que foi só um mal entendido. Ele se recusa a falar comigo. E para completar a chantagem emocional ele ameaçou se jogar da ponte Hercílio Luz. 

Foi a gota d'água prá mim. Tudo bem, eu disse, já que vai se jogar da Ponte Hercílio Luz, aproveita e descobre em que lugar da ponte está o buraco negro para o qual vai todo o dinheiro do Estado destinado à cultura. E fica aí se bobeando, te troco por um Iphone!

Confiram abaixo o flagrante do momento clímax da chantagem.


sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Sem bigodinho, Hitler não vive na terra de Fidel

Foi o que determinou Nanda Costa, 26, ao comentar a polêmica que internautas fizeram em torno de sua determinação em não ceder à moda da depilação extrema, a qual é chamada no exterior de "brasileira" e aqui recebe o desafortunado apelido de "bigodinho de Hitler".

"Jamais faria 'bigodinho' de Hitler na terra de Fidel. Sem mais", foi o que disse a atriz ao postar uma foto de Che Guevara com Fidel Castro. O ensaio de fotos feito para a revista Playboy de agosto tem tema cubano. Nanda Costa posou com vastidão capilar pubiana, o que incomodou internautas mulheres e homens.

Os comentários flutuam entre alegações de que a moça seria lésbica (talvez elas sejam as únicas anti-nazis), de que não é higiênico (talvez Hitler fosse obsessivo compulsivo por limpeza), de que tira o tesão (talvez Hitler fosse gay).

É claro que esse blablabla só apareceu aqui porque queremos emitir nossa opinião. Achamos justo que se deixe Hitler e seu bigode em paz. Afinal, as pessoas podem ter tesão em qualquer coisa, não é? O problema é que não se trata de tesão. Trata-se de uma censura que povoa o inconsciente coletivo. Muita gente simplesmente não gosta de pelos porque é influenciada pelo inconsciente coletivo mas, nunca parou para pensar o motivo.

E o motivo é apenas moda, um componente que se tornou vital para a manutenção de altos índices de consumo, um dos motores do capitalismo. Há poucas décadas, era perfeitamente aceitável e saudável a forma natural dos pelos no corpo. Hoje, a pressão existe e você as ouve em toda parte, na maioria das vezes vinda de pessoas estúpidas, as mesmas que fazem comentários sobre a falta do bigode alheio.

quinta-feira, 8 de agosto de 2013

A ressaca dos super-heróis

Quando os super-heróis resolvem fazer uma super-festa, só pode dar numa super-ressaca. Confiram:

sexta-feira, 2 de agosto de 2013

A bunda, que engraçada

A bunda, que engraçada.
Está sempre sorrindo, nunca é trágica.

Não lhe importa o que vai
pela frente do corpo. A bunda basta-se.
Existe algo mais? Talvez os seios.
Ora — murmura a bunda — esses garotos
ainda lhes falta muito que estudar.

A bunda são duas luas gêmeas
em rotundo meneio. Anda por si
na cadência mimosa, no milagre
de ser duas em uma, plenamente.

A bunda se diverte
por conta própria. E ama.
Na cama agita-se. Montanhas
avolumam-se, descem. Ondas batendo
numa praia infinita.

Lá vai sorrindo a bunda. Vai feliz
na carícia de ser e balançar
Esferas harmoniosas sobre o caos.

A bunda é a bunda
redunda
.

Carlos Drummond de Andrade

segunda-feira, 22 de julho de 2013

Família de Marabá (PA) coloca o nome do filho de Ninguém, porque... ninguém é perfeito!

No Estado do Pará uma família deu o nome de "Ninguém" ao filho caçula. Segundo os pais, o garoto recebeu este nome porque Ninguém é perfeito. "Apesar das críticas sobre a escolha do nome, meu filho Ninguém é perfeito e o nome é muito justo", disse o pai.


Em Marabá, interior do Pará, onde Ninguém existe, as pessoas já se acostumaram com o nome do garoto. Ninguém vai a escola todos os dias e por sorte, não sofre bullying dos colegas. Ninguém gosta de estudar e pretende se formar em medicina, para suprir a necessidade do SUS.


Apesar de algumas críticas, os pais garantem que ninguém vai mudar o nome de Ninguém. "Meu filho continuará sendo Ninguém", disse o pai.



Fonte: G17


JK: Num mundo tão cheio de gente perfeita, só Ninguém pode comprovar, pela lógica, sua perfeição. E o Pará como sempre, é o estado preferido dessas histórias.

sábado, 20 de julho de 2013

Testículos têm papilas gustativas que identificam sabores

Um estudo feito pelo Monell Chemical Senses Center, na Filadélfia, descobriu que os testículos têm papilas gustativas que podem detectar sabores doces. Os receptores têm ligação com a fertilidade, de acordo com a pesquisa. As informações são do Daily Mail.


Os cientistas não conseguiram descobrir qual é a relação entre os receptores de sabores dos testículos e a infertilidade masculina, no entanto, fizeram um estudo com camundongos com medicamentos para inibir as papilas gustativas. 

Os animais apresentaram má formação nos testículos, espermatozoides em baixa quantidade e pouco eficientes na fecundação de óvulos com a experiência. Os pesquisadores afirmaram que  medicamento usado para inibir os receptores de sabor nos testículos é da mesma classe que os remédios usados no combate ao colesterol alto, o que levantou a possibilidade de as drogas diminuírem a fertilidade dos homens.



JK: Cuecas saborizadas. Patenteei.

quarta-feira, 17 de julho de 2013

Por que ninguém gosta de mim?

Se você googlou essa pergunta e chegou nesse blog, vamos ter uma conversinha. Não, este não é um blog de auto-ajuda, o título já entrega. Este é um blog nascido num universo onde enxergamos tudo através de uma visão bizarra. O princípio filosófico disso é: "Rir de si mesmo e das desgraças dessa vida é melhor que não ter nariz".

Ok, ninguém gosta de mim, não tenho amigos, minha mãe é um pé no saco, meu pai é distante, a pessoa que eu amo não me quer, meus colegas da escola me zoam o tempo todo, porque eu existo?

Se você pegar pelo ângulo budista de explicação da existência, você existe para sofrer e é isso que vai te levar a ter boas experiências para crescer e evoluir espiritualmente.

Foda-se o espírito, porque todo mundo ao meu redor é mais feliz que eu, esse budismo não tá com nada!

Provavelmente você já ouviu falar que a grama do vizinho é sempre mais verde, e existem pesquisas que comprovam que quem acessa muito as redes sociais tem grande tendência de achar que sua vida é mais infeliz que a dos outros. Isso tem um fundamento: Só compartilhamos nossos melhores momentos com o público. Poucas pessoas usam o facebook prá dizer que estão tristes e a maioria acha isso chato.

Se todo mundo põe apenas suas fotinhos de sorrisos, praia, casaisinhos fazendo coraçõezinhos com as mãos, festas, passeios, viagens, gatinhos fofos e bebezinhos dentro de potes de flor, não é porque a vida deles é mais feliz, é porque eles gostam de manter a aparência de que suas vidas são maravilhosas e perfeitas quando, no fundo, são vazias e tão carentes de sentido que precisam afirmar sua felicidade numa rede social para que ela tenha algum sentido.

“Feliz é quem conhece o lado ruim e o respeita. Feliz é quem já foi infeliz. Somente quem já foi infeliz pode entender que a tristeza traz um punhado muito bom de aprendizados. Felicidade não é sobre quem grita mais alto; é sobre quem sorri mais fundo.” (Clarissa Corrêa)

Então se você quer mesmo saber porque ninguém gosta de você, pergunte a si mesmo porque você não gosta de ninguém. A maior parte dos nossos problemas está SEMPRE dentro de nós e quando aceitamos e entendemos isso é mais fácil de resolver tudo, porque aí então, só depende de nós. Se o mundo te traz problemas, desafie-o com soluções!

“Não existe um problema que não ofereça uma dádiva para você.” (Richard Bach)

E aí voltamos para os budistas que não são apenas carecas de vestido laranja, mas dizem coisas bem interessantes. Certa vez, Dalai Lama disse: "é engraçado como depositamos tanta confiança e tanto sentimento nas pessoas. E por esperar demais, sonhar demais, criar expectativas demais, sempre acabamos nos decepcionando e nos machucando cada vez mais.”

Muitas vezes esperamos demais das pessoas e esquecemos que uma amizade se mantém por trocas. Você deve estar disponível e assim vai provocar a disponibilidade nas pessoas que gostam da sua companhia. mas, se você não gosta de estar com as pessoas e não cria oportunidades de convívio, não adianta ficar se lamuriando por não ter amigos.

"Nunca fui feliz enquanto esperei que as pessoas gostassem de mim. Aprendi a ser feliz quando busquei autoconhecimento, isso me ajudou a entender porque eu sou o que sou e passei a me aceitar e me amar pelo que sou ao invés de tentar ser o que os outros queriam que eu fosse". (William Yattes)

Depois que você aprende a se amar e se aceitar pelo que é, você naturalmente passa a amar e aceitar as pessoas ao seu redor e se torna disponível para elas. E então você vai atrair pessoas que gostam de você realmente. 

“Não ligo se gostarem de mim em partes. Mas desejo que eu me aceite por inteiro.” (Fernanda Mello)

terça-feira, 16 de julho de 2013

Governo demite funcionário que deixou imprimir cédulas com o nome de Goku

O Governo Federal anunciou a demissão do funcionário que permitiu a impressão de 5 mil cédulas, de 100 reais, impressas com frase "Goku seja louvado". Goku é um personagem fictício protagonista da serie japonesa Dragon Ball.


Além da demissão, o governo determinou a abertura de uma sindicância interna, uma investigação criminal por parte da Polícia Federal, três processos administrativos e mais duas investigações paralelas por parte da Polícia Civil.


O governo disse que as cédulas já estão em circulação, o que torna difícil fazer o recolhimento. Diante disso, o governo enviou uma nota pedindo a população que, ao encontrar uma destas cédulas, que risque o nome de Goku de caneta e escreva ao lado "Deus" ou "Lula". 


Fonte: G17

JK: Essa seguiu o manual de técnicas para notícias fakes. Em breve posto ele aqui e vocês vão entender porque é fácil acreditar em notícias assim e também como ter certeza de que são falsas.

segunda-feira, 24 de junho de 2013

Ei Luke, eu sou seu pai!

Da banda Os Seminovos, Darth Vader tentando trazer Luke Skywalker tomar jeito na vida e ir para o lado negro da força.

domingo, 23 de junho de 2013

Beam me up Scotty

A frase chega a ser mais conhecida, nos Estados Unidos, que sua origem, a série Star Trek original, na qual Scotty é o engenheiro que opera o teletransporte na nave Enterprise. Vocês que acompanham o blog há tempos sabem que meu maior pedido para a ciência é que inventem o teletransporte, então, podem imaginar minha alegria vivaz e onírica ao assistir Star Trek e seus beam me ups.

"Beam me up, Scotty" é uma frase conhecida pelos USAs até por quem nunca viu o filme e agora que Star Trek está no segundo filme da "realidade alternativa", volta a povoar mentes nerds e não-nerds por aí.





sábado, 15 de junho de 2013

A menina e o vampiro

É da banda Os Seminovos essa música hilária que brinca com os personagens do momento para a classe adolescente.




Pai, cê acha que eu posso encontrar
Um vampiro lindo que queira casar?
Não, minha filha! Não!
Não, minha filha! Não!

Pai, cê acha que vampiros são legais
Quando eles só bebem sangue de animas?
Não, minha filha! Não!
Não, minha filha! Não!

Pai se eu deixar um vampiro me chupar
Você vai ficar de boa, sem brigar?
Não, minha filha! Não!
Não, minha filha! Não!

Filha o papai não quer ser radical
Se o menino for bonzinho e normal
Pode usar calça verde limão
E fazer coraçõezinhos com as mãos

Filha o papai só quer ver o seu bem
Meu amor, você não vai achar alguém
Cuja adolescência não termina
E no sol brilha feito purpurina...

Pai, vampiro de verdade eu nunca vi
Mas cê acha que existem por aí?
Não, minha filha! Não!
Não, minha filha! Não!

No Discovery eu vi um especial
Pode ser que existam sim, você é mau!
Não, minha filha! Não!
Não, minha filha! Não!

Filha o papai não quer ser radical
Se o menino for bonzinho e normal
Pode usar calça verde limão
E fazer coraçõezinhos com as mãos

Filha o papai só quer ver o seu bem
Meu amor, você não vai achar alguém
Cuja adolescência não termina
E no sol brilha feito purpurina...

Pai, cê acha que eu posso encontrar
Um vampiro lindo que queira casar?
Pai, vampiro de verdade eu nunca vi
Mas cê acha que existem por aí?
Não, minha filha. Não...

segunda-feira, 15 de abril de 2013

Temos vagas

O circo dos horrores de Brighton, no sul da Grã-Bretanha, abriu vaga para o cargo de mulher-picles. Prá concorrer à vaga As candidatas ao emprego precisavam ser capazes de entrar em uma garrafa que tem apenas 61 cm de altura por 46 cm de diâmetro. No Vídeo De Quinta! (Reloaded!)

Que? Tem um blog aqui???

Estivemos de férias prolongadas, greve, inércia criativa, desânimo humorístico, preguiça, falta de vontade de escrever ou simplesmente copiar e colar, descaso, despreocupação, sensação de tanto faz, mudanças no pensamento filosófico, destrambelhamento psicomental, adoção de medidas fitosanitárias, mudança de hábitos, desrotineirização ou descotidianamento, transferência de prioridades, mudança de planeta ou galáxia, tráfego intenso de idéias não-escrevíveis, desamortização da balança blogueira, desconteudização sexual do livre pensamento, escolhas aquém bizarro-significantes.

Vamos tentar compartilhar mais ideias, por enquanto, tenho apenas um plano na cabeça: