quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Banda de Iphones

O que fazer com seu Iphone num metrô? Bem, os carinhas abaixo aproveitaram bem a viagem tocando uma música durante o trajeto. Com vocês, Vídeo de Quinta com "Take Me Out" por Atomic Tom.

https://www.youtube.com/watch?v=NAllFWSl998
(se está aparecendo só um link é por que o YouTube me sacaneou, prá variar)

segunda-feira, 19 de agosto de 2013

A forma correta de lançar torpedos

Temos um assunto importante a tratar. A forma de fazer o número dois não é como deveria ser. É o que defende o projeto Squatty Potty, que partiu em busca de um cólon saudável para uma vida feliz e concluiu que lançar torpedos sentados no trono da forma tradicional, com um ângulo de 90 graus entre o tórax e as pernas pode ser a causa de constipação, hemorróidas, problemas urinários, doenças do cólon e desordens do assoalho pélvico.



Tudo isso pode ser verdade, ou pode ser apenas um estudo financiado para dar suporte ao lançamento de mais um produto revolucionário! (no estilo Polishop de televendas) Trata-se justamente de um suporte de lançamento! (juro que a ironia não foi a intenção original)


É uma espécie de banquinho que eleva as pernas dobradas em 35 graus para que a base de lançamento esteja mais preparada para o ataque.



Então, vejam o vídeo educativo abaixo e concluam se seus problemas acabaram, se esse produto vai dar merda ou se cagar não é mais um momento filosófico íntimo do ser humano consigo mesmo.


klkl

sábado, 17 de agosto de 2013

Aparelhos celulares fazem chantagem emocional

Acontece uma coisa estranha com a relação que tenho com meus aparelhos celulares. Toda vez que eu cogito em trocar o aparelho e olho uns modelos por aí, batata! 

O celular simplesmente se mata. E não adiantou eu afagar e dizer que não era nada sério, que não estava afim de outro, que foi só um mal entendido. Ele se recusa a falar comigo. E para completar a chantagem emocional ele ameaçou se jogar da ponte Hercílio Luz. 

Foi a gota d'água prá mim. Tudo bem, eu disse, já que vai se jogar da Ponte Hercílio Luz, aproveita e descobre em que lugar da ponte está o buraco negro para o qual vai todo o dinheiro do Estado destinado à cultura. E fica aí se bobeando, te troco por um Iphone!

Confiram abaixo o flagrante do momento clímax da chantagem.


sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Sem bigodinho, Hitler não vive na terra de Fidel

Foi o que determinou Nanda Costa, 26, ao comentar a polêmica que internautas fizeram em torno de sua determinação em não ceder à moda da depilação extrema, a qual é chamada no exterior de "brasileira" e aqui recebe o desafortunado apelido de "bigodinho de Hitler".

"Jamais faria 'bigodinho' de Hitler na terra de Fidel. Sem mais", foi o que disse a atriz ao postar uma foto de Che Guevara com Fidel Castro. O ensaio de fotos feito para a revista Playboy de agosto tem tema cubano. Nanda Costa posou com vastidão capilar pubiana, o que incomodou internautas mulheres e homens.

Os comentários flutuam entre alegações de que a moça seria lésbica (talvez elas sejam as únicas anti-nazis), de que não é higiênico (talvez Hitler fosse obsessivo compulsivo por limpeza), de que tira o tesão (talvez Hitler fosse gay).

É claro que esse blablabla só apareceu aqui porque queremos emitir nossa opinião. Achamos justo que se deixe Hitler e seu bigode em paz. Afinal, as pessoas podem ter tesão em qualquer coisa, não é? O problema é que não se trata de tesão. Trata-se de uma censura que povoa o inconsciente coletivo. Muita gente simplesmente não gosta de pelos porque é influenciada pelo inconsciente coletivo mas, nunca parou para pensar o motivo.

E o motivo é apenas moda, um componente que se tornou vital para a manutenção de altos índices de consumo, um dos motores do capitalismo. Há poucas décadas, era perfeitamente aceitável e saudável a forma natural dos pelos no corpo. Hoje, a pressão existe e você as ouve em toda parte, na maioria das vezes vinda de pessoas estúpidas, as mesmas que fazem comentários sobre a falta do bigode alheio.

quinta-feira, 8 de agosto de 2013

A ressaca dos super-heróis

Quando os super-heróis resolvem fazer uma super-festa, só pode dar numa super-ressaca. Confiram:

sexta-feira, 2 de agosto de 2013

A bunda, que engraçada

A bunda, que engraçada.
Está sempre sorrindo, nunca é trágica.

Não lhe importa o que vai
pela frente do corpo. A bunda basta-se.
Existe algo mais? Talvez os seios.
Ora — murmura a bunda — esses garotos
ainda lhes falta muito que estudar.

A bunda são duas luas gêmeas
em rotundo meneio. Anda por si
na cadência mimosa, no milagre
de ser duas em uma, plenamente.

A bunda se diverte
por conta própria. E ama.
Na cama agita-se. Montanhas
avolumam-se, descem. Ondas batendo
numa praia infinita.

Lá vai sorrindo a bunda. Vai feliz
na carícia de ser e balançar
Esferas harmoniosas sobre o caos.

A bunda é a bunda
redunda
.

Carlos Drummond de Andrade