domingo, 18 de dezembro de 2016

Revezes de ano-novo - o retorno ;)

O caro leitor mais antigo talvez se lembre de uma tradição natalina, que costumava figurar no blog, de fazer previsões para o ano-novo. Mas nossas previsões, é claro, tinham o modo bizarro ligado, dá só uma conferida no nosso Princípio dos Revezes de Ano-novo:

"Todas as previsões feitas neste blog não se confirmarão. Dessa forma, fá-la-emos sempre ao contrário do que desejá-la-emos que aconteça, para garantir a minimização de coisas ruins de grande monta no ano vindouro. Esta determinação chamar-se-á: Revezes de Ano-novo".

Então, depois de ler os nobres escritos da tábula na qual foi postulado o Princípio dos Revezes de Ano-novo, vamos quebrar a banca e fazer as previsões para 2017! Só que, dessa vez, será um pouco diferente. Acompanhe!

Janeiro: Mês desagradável! Com milhares de turistas na ilha de Florianópolis, superlotando o trânsito, um grande incêndio se formará na Avenida Beira Mar Norte. Mais de mil carros estarão envolvidos. O incêndio se espalhará até atingir as duas pontes, única forma de acesso à ilha, pois a terceira ponte é só cartão postal, e todos ficarão isolados por dias. Muitos fracassarão na tentativa de fugir a nado e um apocalipse zumbi surgirá na ilha. As autoridades detonarão as três pontes, para prender todos os zumbis na ilha e somente um ser humano restará, com seu fiel cão pastor: Will Smith. Porque ele é a lenda!

Fevereiro: Mês zumbizento. As autoridades não contavam com a capacidade de zumbis atravessarem o canal do estreito até o continente. Os zumbis começarão sua conquista pelos habitantes de São José que, vocês sabem, vão demorar a entender o que está acontecendo, porque afinal, são de São José, não sabem nem dirigir direito. No fim do mês, chegarão a Blumenau, onde vão organizar uma grande festa zumbi, eliminando de vez a OktoberFest do mapa, para estabelecer a Zumbifest.

Março: Mês agourento. O carnaval será cancelado. Bem, não tem coisa pior para acontecer no mundo do que o carnaval ser cancelado, então milhares sucumbirão à única data que restará dos festejos de momo: quarta-feira de cinzas. Momo mesmo, perdeu 100 quilos e, consequentemente, o trono. Sua mulata virou feminista e nunca mais vai posar de biquíni ao lado dele, pois "a mídia que se exploda, eu não sou um objeto". Nenhuma outra mulata jamais posará de biquíni e salto alto novamente, pois "mulheres mandam e que se foda o que vocês pensam".

Abril: Mês descerebrado. Durante o mês de março, enquanto todos se lamentavam por não ter mais carnaval, o apocalipse zumbi chegou, devagar e sempre, ao sudeste do país. Aí, entraram numa rixa com os paulistanos, porque eles ficaram naquela lenga-lenga de "meu, cês não sabem o que é cidade grande". Obviamente, os zumbis nem ouviram o que os paulistanos disseram e devoraram seus já pequenos cérebros. Assim, foram naturalmente para o Rio de Janeiro, onde foi meio difícil devorar cérebros, pois o tráfico e a violência urbana já tinham devorado grande parte. Assim, com baixa resistência no sudeste, zumbis partem com tudo para tomar o restante do país.

Na fronteira sul do país, os humanos resistem, já que gaúcho é macho até debaixo de outro macho, diz o ditado. Mas uma infiltração de zumbis em meio ao charque, pega a República dos Pampas de surpresa e todo o cone sul, dependente de churrasco cai, inevitavelmente.

Maio: Mês do cão. Os zumbis chegam a Brasília. Não faz muita diferença no cenário da capital, mas podemos ver uma nítida melhora nos discursos do Senado e da Câmara. Como a cadeira de presidente estava vaga novamente, os zumbis elegem um cachorro zumbi como presidente do Brasil. Donald Trump envia um WhatsApp parabenizando-o pela posse. Logo em seguida, o serviço de WhatsApp cai no Brasil, levando grande parte da população não zumbi ao suicídio. Ninguém sabe o que aconteceu com os políticos de Brasília, mas acredita-se que muitos tenham se revelado zumbis, aproveitando a onda. Rolou muita selfie com zumbis, já que é moda, né?

Junho: Mês explosivo. O primeiro zumbi ultrapassa as fronteiras do pais. Os Estados Unidos, sob o comando de Donald Trump, declaram guerra à Venezuela, porque o zumbi chegou, não por causa do petróleo.

Julho: Mês da moda. Os zumbis dominam o setor de telecomunicações e aeronáutica e se espalham pelo mundo, criando uma grande moda zumbi. Humano que não é zumbi, entra na moda, só para não ficar de fora da onda. As autoridades políticas do mundo revelam que, na verdade já eram zumbis disfarçados de humanos e mantinham o sistema capitalista e o modo de consumo ostentação para transformar as pessoas lentamente em zumbis. Todos comemoram a novidade, pois buscavam um sentido para suas vidas consumistas.

Agosto: Mês da rebeldia. Bem, todo mundo sabe que agosto é o mês do desgosto,assim, um grupo de loucos alternativos resolve ir contra a moda zumbi. Começam a usar capacetes de metal, inspirados no Magneto, para que os zumbis não tenham acesso a seus cérebros. A eles se unem as guerrilhas ambientais, que vocês sabem, são sempre contra zumbis, e tomam o poder em vários países. No Brasil, ninguém consegue destituir o cachorro do Planalto, então os zumbis continuam mandando.

Com os rebeldes no poder, o que era moda vai se transformando em démodé, e como ninguém quer ser démodé, quem se fingia de zumbi começa a buscar outra moda para se situar.

Setembro: Mês de virada. Uma lei árabe diz que durante o Ramadã, zumbis não podem se multiplicar. Mas não adianta muita coisa, pois acaba-se descobrindo que zumbis são mais ou menos como Gremlins: molhou depois da meia noite, multiplicou o bicho. A moda zumbi encontra seu declínio: humanos se revoltam contra zumbis, pois está faltando cérebros no mercado.

Outubro: Mês de guerra. Humanos, liderados pelos rebeldes se voltam contra a moda zumbi e decidem atacá-los com as forças armadas. Como todo mundo sabe, as forças armadas não funcionam nem contra o Godzilla, então é necessário criar um super-herói japonês, ao estilo Ultraman, para salvar o mundo. Também surgem os esquadrões super sentai e outros heróis cheios de chacra, cosmos, ki e energia espiritual, mas nenhum deles consegue, nem com uma super Genki dama.

Donald Trump, que estava em guerra com a Venezuela, decide que zumbis são os novos terroristas do mundo e determina que os EUA estão em guerra contra o terror. Atrasado, como sempre, somente chega, quando todos já foram derrotados e resolve posar de salvador do mundo.

Novembro: Mês subversivo. Finalmente, uma resposta efetiva ao apocalipse zumbi. As bruxas da ilha da magia, também conhecida como Florianópolis, o marco zero do apocalipse zumbi, saíram de seus esconderijos nas pedras e resolveram aplicar suas magias para salvar o mundo. Descobre-se que tudo o que os zumbis precisam é de um cafuné na cabeça e um livro pra ler, pois são seres carentes de amor e educação. Milhões de zumbis retornam a seus lares, tornando-se humanos melhores.

O serviço de WhatsApp retorna, mas não é mais o mesmo. Agora só circulam correntes fake e memes antigos e ninguém mais tem saco pra ler. Com isso, o WhatsApp decide encerrar suas atividades, após declínio massivo de usuários.

Dezembro: Mês de faxina. Com toda a bagunça que os zumbis fizeram pelo mundo, as autoridades políticas retomam o poder, como se nada tivesse acontecido. As bruxas voltam para suas pedras na ilha, afinal, os humanos são patéticos. Donald Trump anuncia o triunfo dos EUA na guerra e declara que, apesar da ameaça, mais uma vez o capitalismo e a sociedade de consumo se provaram fortes e venceram.

Por fim, declara que bruxas são terroristas e que suas ideias de amor e educação são comunistas e devem ser erradicadas, pelo bem da sociedade. E todo o mundo acata, como sempre.

E assim, temos um feliz ano-novo!

domingo, 25 de setembro de 2016

Ecos da privada

Dias desses, estava naquele momento filosófico em que todo ser humano se depara com o mais íntimo do seu ser, na solidão do banheiro. Estava cagando. Era um cagar normal, com alguns peidos sonoros e um, particularmente, me chamou a atenção por ser agudo e contínuo, ecoando pelas paredes da privada, o que imediatamente me fez pensar na acústica da privada.

Poxa, que acústica! De deixar teatros pomposos com suas orquestras filarmônicas no chinelo. E pensando no assunto, você observa três características fundamentais da boa acústica privadesca:

1. O revestimento cerâmico dos lados;
2. A água na parte de baixo;
3. A bunda humana na parte de cima.

Juntando esses três obséquios privadais, remonta-se uma caixa acústica de perfeição sonora tamanha que o pum não se limita a seus ouvidos, ou mesmo ao ambiente banheiral. O peido se amplifica e todos na redondeza podem apreciar a agudeza ou a gravidez da sonoridade instrínseca e particular deste fenômeno.

O próximo passo é aprender a peidar em tons e semitons. Assim, podemos realizar a façanha do peido sinfônico. Beethoven que se cuide!

E, por falar em Beethoven, dá uma olhada nesse cara, o Capitão Pum. Ele até tentou um Strauss de pum, mas estava fora de tom ¬¬.

quarta-feira, 14 de setembro de 2016

Cuidado ao sonhar - parte 1 - sonhar com pinto

Certa noite, há algum tempo atrás, sonhei com um pinto. Era um grande e enorme pinto. Pinto, do tipo pênis, não tipo pintinho amarelinho. 

Quem nunca? 
Bem, se você nunca sonhou com um pinto, sinto muito. É um sonho bem comum. No caso, o pinto em questão estava duro e era enorme. Digo, muito, muito grande. Mas também teve uma vez que sonhei com um pinto mole, brocha, horroroso.

Sim, que post mais pornô, você me diz, mas não é bem assim. Por acaso, tenho um amigo psicólogo que, à la Freud, explicou o motivo pelo qual sonhar com pintos é bem comum.

Seguinte: o falo (pinto, pênis, pica), é um símbolo de poder na sociedade humana. Vem da antiguidade, por isso, vemos objetos fálicos sendo erigidos em toda a parte, como símbolo de poder, como a Torre Eiffel, o obelisco da Liberdade, entre outros vários obeliscos, torres e tudo que lembra um falo ereto.

Inclusive, o leitor mais antigo já viu neste blog, que há um festival no Japão em honra ao falo.

Ok, a pessoa sonha com um pinto, enorme e em posição de combate e não significa sexo? É isso mesmo! Significa que a pessoa que sonhou está em busca de poder, num caminho de empoderamento pessoal. Por isso, se sonharem com um pinto, fiquem felizes! Vocês estão no caminho certo para conquistar seus sonhos!

Mas e se eu sonhar com um pinto brocha? Aí, o significado é bem o contrário, de que você está se sentindo sem poder, sem forças para alcançar o que almeja. O bom de saber disso é que você pode correr atrás e alcançar o tão almejado pinto duro, melhor dizendo, o falo simbólico do poder, em seus sonhos e, consequentemente, na sua vida.

Então, bons sonhos, e bons pintos para vocês! ;)



terça-feira, 9 de agosto de 2016

Salva vidas de nadadores olímpicos

Você podia ser salva-vidas de aquário, de poça d' água, de copo de suco, qualquer coisa, que teria mais utilidade. Mas sério, sério mesmo, você vai ser salva-vidas de piscina olímpica nas Olimpíadas. Aí, bate o tédio, né?




Alan, Steve, Hey!

Você vê um bicho. Ele pode ser uma cotia, uma paca, um tubarão. Sei lá. Ele pode ser qualquer bicho. Ele grita. O que ele grita? Alan, Alan, Alan, Alan, Alan, Ow, Ow, Steve, Steve, Steve...Hey, Hey, Hey...

Sério, veja no vídeo:

terça-feira, 5 de julho de 2016

Mulher é presa acusada de soltar baratas no supermercado

Uma mulher de 56 anos foi presa em um supermercado de Kobe, Japão, acusada de liberar uns bichinhos nojentinhos na seção de pescados. Toshiko Nagase é auxiliar de escritório em uma escola primária e foi vista em um vídeo de segurança deixando uma sacola com 10 baratas por volta das 11h da manhã, no dia 26 de junho. Ela foi acusada de tentar sabotar as condições sanitárias do local e obstruir as operações do estabelecimento. 

A senhorinha negou que estivesse a fim de sabotagem, tudo o que ela queria, de acordo com o depoimento prestado à polícia local, era ajudar as pobres bichinhas a viver livres. E longe da comida de seu gato. 

A notícia veio a público agora porque ontem, 4 de julho, um funcionário reconheceu a senhorinha e notificou a polícia. Agora, como ele reconheceu, é um mistério, já que japoneses são todos iguais. Outro mistério é por que a senhorinha quis deixar esses bichos nojentos viverem e ainda deixá-los na seção de peixe fresco, na plena fartura de comida. Talvez seja budista, ou talvez seja mais um mistério da humanidade.

Essa notícia saiu no Japan Times, leia aqui, só que em inglês.

quinta-feira, 10 de março de 2016

Jack Sparrow vs Shrek

Confesso que nesse Vídeo De Quinta! eu estou em cima do muro. Adoro Shrek e Jack Sparrow é meu personagem favorito ever, de quem, inclusive fiz o cosplay. Agora, se os dois vão lutar, quem vence? O anti-heróico pirata bebum ou o ogro bom marido e pai do pântano? Só ver o que o grupo russo Xpyc Team aprontou dessa vez.


quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

Kung Fu vs Terra Média, quem ganha essa?

A luta de hoje no Vídeo De Quinta! é coisa rara, coisa estranha. Afinal, quem ia pensar em botar Jackie Chan lutando contra nada menos que o Olho de Sauron? Pois taí. 

 

quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

Lara Croft vs Indiana Jones

A arqueologia até parece uma ciência legal, quando tem espaço para essa briga entre as suas duas principais celebridade do cinema. Neste Vídeo De Quinta! a destemida Lara Croft enfrenta a experiência de Indiana Jones.