sábado, 18 de outubro de 2008

Tradicionalista critica influência gay nos CTGs

Um artigo publicado no dia 6 pelo tradicionalista Ademir Canabarro no site Coxixo Gaúcho, gerou polêmica sobre a participação de homossexuais em danças gaudérias. O artigo alerta para um "avanço assustador do homossexualismo", inclusive nos Centros de Tradições Gaúchas (CTGs).

Apesar de se afirmar favorável à livre expressão da sexualidade, Canabarro critica muitos peões que dançam nos CTGs como se "disputando com a prenda doçura e meiguice", a tal ponto que parecem "duas prendas dançando".

Para o presidente do Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG), Oscar Gress, o artigo de Canabarro é um alerta para a preservação dos costumes gaúchos e contra os "excessos de maneirismos" de alguns homens nos CTGs. O líder maior dos tradicionalistas diz que ninguém é contra os gays, "desde que não tentem transformar os CTGs num mundo cor-de-rosa". [+]


JK: Ele tem razão. Você esperava um comentário diferente? Há, se ferrou! O negócio é: Tudo bem ser homossexual, quem acompanha o UniB sabe que eu apóio a luta dos homossexuais, mas não precisa ser um veadinho, entende? Até mulher cheia de frescura é duma veadice irritante. O homem gay pode ser biba, mas por favor não me venha com veadices, porque aí perde o respeito. Quer usar maquiagem e se vestir como se fosse uma Drag 24 horas, agir como se o mundo fosse cor de rosa com plumas? Nem uma mulher fica bem assim.
Amigos gays, bibas e afins, ser elegante é bem melhor que ser uma bicha louca.

Nenhum comentário: